Galeria em São Paulo tem exposição para cachorros

Evento celebra amizade entre pessoas e cães com fotos, instalações, filmes e palestras. Entre as atrações está uma mostra de fotografias de cães de diversos países da América Latina.

Foto de Paola Vianna

Espaço para descanso, música ambiente e cardápio especial. Tudo para cães. Entre os dias 8 de junho e 3 de julho, o espaço Matilha Cultural, no centro de São Paulo, receberá animais de estimação e seus donos no evento PráCachorro. “A ideia é celebrar o papel do cachorro em nossas vidas, resgatar esta relação de amizade e companheirismo entre pessoas e cães”, diz Rebeca Lerer, diretora da Matilha Cultural.

Criada em 2009 a partir de um coletivo de cineastas , a Matilha Cultural é um centro cultural sem fins lucrativos que se localiza em um prédio no centro de São Paulo. O local conta com cinema de 68 lugares, café, espaço para exposições e uma sala multi-uso.

Para aqueles que adoram tirar fotos de seus animais de estimação, haverá um estúdio fotográfico com cenários e figurinos para pessoas e cachorros se produzirem antes de posar para o retrato. Na galeria, a exposição de fotografia Cachorros, de Paola Vianna, conta com mais de 30 fotos de cães tiradas no Peru, Chile, Bolívia e Brasil entre 2004 e 2010.

Enquanto o visitante admira as fotos, seu cãozinho acompanha observando, ou melhor, cheirando, a instalação Casinhas Sensoriais. “As casas são tão pequenas que os cachorros só conseguem colocar o focinho. São vários odores e texturas diferentes para instigar os cachorros enquanto os donos veem a exposição de fotos”, diz Rebeca. As casinhas também são obras de arte, realizadas por artistas convidados pela Matilha como Juliana Kodama, Marcelo Barneiro e Markone. Há ainda a mostra Graffiti PráCachorro, com cinco telas pintadas por grafiteiros brasileiros como Graphis, Saide e Binho Ribeiro.

Durante a mostra será possível levar os cães para assistir a filmes em cartaz na Matilha, já que o som estará mais baixo, com o volume adequado à audição canina. Entre os filmes da programação estão Alice, de Jan Svankmajer (Rep. Tcheca, 1988) e Como Festejei o Fim do Mundo, de Catalin Mitulescu (França/França/Romênia, 2006).

A mostra conta ainda com palestras de especialistas em terapias alternativas para cachorros e estandes de ONGs que trabalham com projetos que promovem a adoção de cães. “O projeto quer celebrar o papel do cachorro, mas também denunciar o crime do abandono”, diz Rebeca. “Queremos espalhar o conceito de adoção, de encontrar um amigo, e não de comprar um”.

Se depois de toda a programação você e seu cãozinho estiverem cansados e famintos, é só relaxar no lounge com almofadas e brinquedos ou parar no Café Matilha, que oferecerá em seu cardápio rações e snacks para cachorros.

A abertura da mostra PráCachorro será no dia 8, às 18h, com apresentação dos DJs Soares e Zinco. Durante todo o mês haverá uma programação musical com shows de hip hop, soul, funk, world music e reggae. Os cãezinhos, claro, são benvindos.

Reportagem de Andrezza Czech -  Época São Paulo de 08/06/2010.

Matilha Cultural
Rua Rego Freitas, 542 - tel.: 3256-2636. Terça a sábado, 12h/20h.
De 8 de junho a 3 de julho. Entrada livre e gratuita, inclusive para cães.
www.matilhacultural.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas