8 de fevereiro de 2017

Flor e Ser

Há muito tempo minha mãe é adepta dos florais de Bach e aqui em casa todos usamos, pois comprovamos sua eficácia ao longo dos anos.
Logo que adotamos a Guida, pingávamos na água dela, pois era muito medrosa devido aos maus tratos que havia sofrido. Depois, quando ela ainda não estava acostumada a andar de carro, dávamos antes das viagens.
Por isso fiquei contente ao saber que a Manuka lançou sua linha de Florais de Bach de uso veterinário, utilizando matéria prima de qualidade, original do Instituto Bach. Serão cinco tipos: Ansiedade, Carência, Lambedura, Medo e S.O.S., em frascos padrão de 30 ml.
E como o bem traz o bem, parte da receita adquirida nas vendas desse produto irá apoiar um projeto educacional com crianças do ensino fundamental, voltado para o desenvolvimento dos valores humanos trabalhados a partir da posse responsável de animais.
Para maiores informações, o telefone ou whatsup do quiosque Manuka no Shopping Cidade Jardim é (11) 98223-7362. Inclusive também é possível fazer pedidos através desses canais.


Aproveite para conhecer os outros produtos da linha de bem estar da Manuka, como banho a seco, perfume, shampoo e condicionador. São hipoalergenicos e sem álcool, com fragrâncias deliciosas (Limão Siciliano, Ylang Ylang e Baunilha ou Lavanda, Flor de Camomila e Menta). Eu uso o banho a seco para limpar as patinhas depois do passeio e os pelos do bumbum quando molham na hora do xixi. Mas pode ser usado em todo o pelo do animal para prolongar o intervalo entre um banho e outro. Já o shampoo e o condicionador contém Ômega Plus, que é fonte de ômegas 3, 6, 7 e 9. Deixam os pelos da Guida muito macios e brilhantes. E percebi que ficam limpos por mais tempo comparado a outros produtos que já usei ou mesmo aos banhos dos petshops.



Fotos: Manuka.

6 de fevereiro de 2017

Mia Cara!

Como gosto de histórias, começarei com ela. Sebastian Zweig era um alto executivo que já havia trabalhado em empresas como Stabilo, Lego e De Sede. Até que a labradora Cara entrou para a família. Um dia ela se recusou a deitar em uma cama nova porque ficou com medo do barulho das bolinhas do recheio. Foi quando ele pensou que aquele produto poderia ser mais bem feito. Com sua experiência na indústria de móveis, conhecia materiais melhores e mais confortáveis para utilizar e em parceria com sua esposa desenvolveram os próprios conceitos de funcionalidade e design. Assim surgiu a MiaCara ("minha querida" em italiano). Mas a marca é na verdade alemã.
Também contam com a colaboração de um grupo de designers, criando produtos com design sofisticado, de alta qualidade, acabamento impecável e bastante funcionais. Basta ver os produtos para perceber tudo isso e se apaixonar. Belíssimo!


Eles possuem outros modelos de comedouros, mas o que eu achei interessante sobre este foi o formato. Se pensarmos bem no movimento que os peludos fazem com a cabeça ao comer ou beber água, este retangular deixa a ação mais confortável, especialmente para os cães de focinho longo ou de grande porte.


E acima o colchonete para viagem. Além dos materiais e acabamento, o que gostei foi do fato de fugir daquele padrão de rolinho amarrado do mercado. Quando enrolado, o colchonete é prático para colocar no carro ou no canto da mala, mas se você tiver que carregar na mão, para ir a praia ou ao parque, por exemplo, este design tipo bolsa é bem melhor. E a alça foi projetada de um modo muito simples, o que achei bem bolado.
Lá no site tem muito mais produtos para ver, é tanta coisa bacana que não deu para colocar tudo aqui.


10 de janeiro de 2017

Côncavo ou Convexo?

Alguns produtos que posto aqui nem sempre eu compraria, mas gosto do conceito, como estes.
Os designers japoneses da Nendo pensaram em uma maneira de reduzir pela metade os produtos que seu amigo precisa (afinal no Japão espaço é uma coisa escassa). E claro, os consumistas que os desculpem, rs.
Então eles bolaram produtos com duplas funções, como uma casinha que pode virar cama, um comedouro que ora serve para água, ora para comida, e um brinquedo que pode ser um ossinho ou uma bolinha, chamando essa coleção de Heads or Tails (Cabeças ou Rabos).
De qualquer maneira, é mais um design conceitual do que funcional.







5 de janeiro de 2017

Comedouros em Metal

Também já postei aqui os comedouros em metal da These Creatures, pelos quais eu era apaixonada. Pois a Manuka foi pioneira aqui no Brasil e realizou o meu sonho de ter um. Ou melhor, de ter três, pois não dá para resistir a esse modelo! Eles ficam tão bacanas na decoração, que você acaba querendo ter um em cada cômodo, na casa de campo, na varanda, etc.
A maioria deles é para ser fixado na parede, portanto você pode personalizar na melhor altura para o seu peludo comer e beber de maneira bem confortável. Além do conforto, muitos veterinários recomendam os comedouros elevados para evitar problemas digestivos ou de coluna.
Foram produzidos os das raças mais procuradas, como dachshund, buldogue francês, golden, spitz (e/ou lulu da pomerânia) e yorkshire ().
Um destaque aqui para o de golden, pois nenhuma empresa se preocupa tanto com os grandões como a Manuka, já que a marca foi inspirada na Manuella (Manuka), uma fêmea de labrador chocolate muito estilosa. Por isso, essa mentalidade de que os peludos de grande porte só ficam na área externa da casa e não precisam de produtos com estilo na decoração, está totalmente descartada por lá.


As peças são recortadas a laser, o que deixa os desenhos bem precisos. E o que me incomodava nos americanos, que era uma moldura retangular para manter os desenhos presos a base, aqui foi resolvido sem precisar dessa interferência.



Mas a Manuka não se esqueceu das outras raças e desenvolveu um modelo universal, além de híbrido (pode tanto ser fixado na parede, quanto ficar no chão).



O acabamento é em pintura eletrostática preto ou vintage, um marrom imitando ferro enferrujado. Essa cor vai bem com qualquer decoração, mas caso você precise fixar o comedouro em uma parede de madeira escura como eu precisei, é fácil de resolver com R$ 30,00 (preço de 2 latas de spray) e um pouco de disposição. Ou pode me contratar que eu cobro baratinho, hehehe.


Enfim, há muitos modelos de comedouros bacanas em diversos materiais para você escolher. Mas estes são definitivamente os meus favoritos. Ainda que não fosse eu que os tivesse criado ;-)

4 de janeiro de 2017

Comedouros em Madeira

Há alguns anos fiz aqui uma postagem de um comedouro americano feito de shape de skate. Hoje em dia a Cuscoloko comercializa essa idéia aqui no Brasil. Eu não tenho nada contra a se aproveitar idéias de outros designers, mas acho que sempre devemos tentar melhorar alguma coisa no processo.
O americano tinha um suporte feito em pé de mesa vintage que eu não curtia muito. Já os da marca nacional são feitos com tocos de madeira, que na minha opinião tem ainda menos a ver com o esporte. Um shape pode ser de madeira, mas ele é decorado com elementos modernos, ou undergrounds, etc. Eles não são rústicos. Eu pensaria em outra coisa, como um suporte tubular, em ferro, remetendo aos canos para dar "slides". Ou mesmo um suporte "invisível" para fixar o shape na parede.
Mas tirando o suporte que dá uma quebrada no bacana do produto, gostei muito dos designs dos shapes!



Um estilo que eu também gosto muito são os de madeira mais clean, com um design contemporâneo e elegante que dão um toque sofisticado na decoração. Todos os modelos que encontrei são baseados no que já existe lá fora, então aconteceu de existir o mesmo modelo em mais de uma marca.
Nessa linha temos os da PetBamboo, feitos em madeira de bamboo, sendo um produto "ecofriendly", disponíveis em 2 modelos, um retangular e outro em trapézio.


O da Bicholândia é feito de madeira de eucalyptus grandis, no mesmo modelo em trapézio da PetBamboo.


Petdecor possui 3 modelos de chão e 1 de parede. O mais simples, que me lembra um chinelinho japonês, é feito em madeira de pinus, natural ou escurecido. Também há 2 modelos curvados, que eles chamam de frontal e clássico, feitos em lâminas de compensado flexível e revestidos em fórmica madeirada clara ou escura.





Os comedouros Bordeaux da Manuka são de madeira escura maciça e tratada, que não estraga ao molhar. Claro que se for colocado em um jardim tomando sol e chuva, com o tempo precisará de manutenção, como todo mobiliário externo. Mas com os respingos diários do peludo bebendo água dentro de casa, a durabilidade se mantém. E por ser todo fechado é possível colocar pedras dentro para dificultar aos peludos que adoram arrastar os comedouros. É o único disponível em 3 tamanhos (P, M e G), sendo que o grande serve para goldens, berneses, labradores, etc.


Saindo dos comedouros de madeira duplos, temos os da Modern Pet, feitos em madeira garapeira.


E a HelloPet tem vários modelos, tanto duplos quanto individuais. São todos feitos em MDF. Quanto ao acabamento, alguns são pintados com tinta a base de água, outros são revestidos de material sintético texturizado.



Todos os modelos apresentados nesta postagem vem com vasilhas de aço inoxidável.